As 7 Principais Ferramentas no Kali Linux para Pentest

Não é novidade que o Linux é um dos melhores sistemas operacionais de todos os tempos, e conta com diversas distribuições (ou distros) para atender às mais diversas necessidades dos usuários. 

Uma dessas distribuições é a Kali Linux, GNU baseada no Debian, focada totalmente em estratégias e testes de invasão, a fim de tornar o seu sistema mais seguro e verificar os mecanismos de segurança. 

Apesar de muito conhecida, a distribuição pode gerar muitas dúvidas em quem está descobrindo agora sobre o tema. 

Pensando nisso e com o objetivo de te ajudar, a equipe Certificação Linux desenvolveu este conteúdo completo, com tudo o que você precisa saber sobre a distribuição Kali Linux. Basta continuar a leitura. Acompanhe! 

O que é Kali Linux?

Kali Linux é uma das distribuições Linux GNU, baseada em Debian, que conta com mais de 300 ferramentas de teste, status de segurança e pentest. 

Esse é um sistema que muitos hackers éticos utilizam para testar os sistemas de seus clientes, a fim de identificar gaps e traçar melhorias estratégicas para aplicar.

Por ser um sistema super avançado, não é qualquer pessoa que está apta a utilizá-lo — profissionais especializados se saem muito bem com a interface e os recursos, mas nem sempre os iniciantes terão o mesmo sucesso. 

Mas, isso não quer dizer que, após se familiarizar com a ferramenta, não seja possível utilizá-la como aliada em estratégias de segurança em Linux e TI e confiabilidade de dados. 

Na verdade, é interessante que você se interesse pela área e, caso já goste de desenvolver ou programar e tenha interesse em seguir carreira como hacker ético, você encontrou no Kali Linux o que precisava para começar.

Um dos maiores pontos positivos nessa ferramenta é a possibilidade de obtê-la gratuitamente, ou seja, desfrutar de todos esses recursos sem precisar pagar nada. 

Além disso, é personalizável e oferece suporte para dispositivos sem fio, o que é uma grande vantagem. 

Esses são apenas alguns diferenciais, mas a Kali Linux apresenta ainda outras categorias interessantes, como:

  • Coleta de Informações;
  • Análise de vulnerabilidade;
  • Ferramentas Forenses;
  • Ataques Wireless;
  • Teste de Estresse;
  • Aplicativos da Web;
  • Ferramentas de Exploração;
  • Sniffing & Spoofing;
  • Ataques de senha;
  • Manter o acesso;
  • Hardware Hacking;
  • Anonimato;
  • Criptografia de dados e anti-forense;
  • Engenharia Reversa;
  • Ferramentas de Relatório;
  • Ambientes de teste vulneráveis.

Ferramentas de teste de penetração do Kali Linux

Para entender melhor como funcionam os testes de penetração do Kali Linux, basta analisar todas as ferramentas que esse sistema oferece, cada qual com suas próprias funcionalidades e particularidades para atender às mais diversas demandas. 

Todas essas ferramentas de teste são disponibilizadas para os usuários do Kali Linux e tornam todo o processo de invasão e distribuição de comandos maliciosos mais fácil. 

1. BeEF

A primeira ferramenta de teste de penetração do Kali Linux é a Browser Exploitation Framework, mais conhecida como BeFF, que investiga todas as vulnerabilidades do XSS de um site. 

Quando isso acontece, você passa a ser o hacker e os usuários daquele navegador, as vítimas. Através do BeFF é possível controlar toda a atividade dos usuários no navegador, fazendo-os até mesmo baixar malwares e vírus. 

2. Lynis

A Lynis é responsável por fazer auditorias de teste de segurança e fazer varreduras ou buscas em todos os aspectos de um sistema. 

Conforme a vulnerabilidade detectada, é possível estudá-la ainda mais a fundo e penetrar através dessa brecha. 

3. Aircrack-ng

Diferentemente das anteriores, a Aircrack-ng é uma ferramenta de ataque para redes sem fio (wireless), quebrando chaves como WPA e WEP, implementando diversos ataques. 

Com ela, é possível monitorar, extrair informações, atacar, testar e craquear os sistemas de rede sem fio. 

4. Network Mapper (Nmap)

A Network Mapper, também conhecida como Nmap, é uma ferramenta responsável por escanear redes e servidores, descobrindo seu IP, detalhes de segurança e informações sobre o proprietário. 

Além de escanear, ela é capaz de detectar vulnerabilidades e invadir sistemas, mais especificamente servidores. 

5. THC Hydra

A THC Hydra é a melhor opção para crackear senhas à força bruta, executando uma gama de ataques através de mais de 50 tipos de dicionários diferentes. 

Esses dicionários testam diversas combinações de senhas e símbolos para logar nos sistemas e bancos de dados disponíveis e vulneráveis, sendo na maioria das vezes produtivo, com ataques bem-sucedidos. 

6. Metasploit Framework

A ferramenta Metasploit Framework é capaz de executar códigos em máquinas remotas, através da exploração de dados e técnicas de codificação. 

É interessante que, para ser útil e eficaz, o hacker que utiliza a Metasploit segue um passo a passo que vai desde a escolha da exploração, verificação do sistema alvo, configuração do código e execução. 

Assim, é relativamente simples invadir sistemas remotos. O framework facilita a jornada do invasor, transformando-a em algo menos trabalhoso. 

7. Nessus

A ferramenta Nessus pode ser usada pelo hacker ético para se certificar da segurança do seu próprio sistema, identificando possíveis vulnerabilidades que podem ser alvos de ataque de um invasor mal intencionado. 

Para ativá-lo, será necessário assinar o plano pago, ou utilizar o período de teste gratuito de 7 dias para tirar suas conclusões e verificar se deseja mesmo contar com mais essa ferramenta à sua disposição. 

Ela também é muito útil para hackers que tomam conta de mais de um computador ou aparelho em uma rede. 

Com esse instrumento, ele pode garantir a segurança dos outros dispositivos conectados, sempre através da identificação de vulnerabilidades e eliminação de erros.

Conclusão

ferramentas-kali-linux-conclusao As 7 Principais Ferramentas no Kali Linux para Pentest
Foto: Pexels | Ferramentas de invasão e teste de penetração. 

Percebeu como a ferramenta Kali Linux para Pentest é útil no dia a dia dos hackers éticos ou profissionais da área de segurança de TI?

Sem dúvidas, aprender sobre essas ferramentas e começar a utilizá-las pode ser um fator determinante para a sua carreira e presença no mercado de trabalho. 

Além delas, existem muitas outras técnicas e métodos de segurança no Linux que você precisa conhecer. 

No curso Segurança no Linux, a Certificação Linux selecionou os conhecimentos mais importantes sobre o tema de modo aprofundado e detalhado para a aplicação prática. Vale a pena investir em conhecimento na fonte correta! 

Aprenda muito mais com o nosso Curso de Segurança no Linux!