fbpx
Whatsapp (31) 3069-8315
atendimento@certificacaolinux.com.br
Instalar WordPress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

WordPress 5 foi lançado recentemente com algumas mudanças fundamentais, como o editor de Gutenberg, que é maravilhoso. Neste artigo vamos configurar o WordPress 5 com o NGINX, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS

Se você quer ter um blog ou mesmo um site, o WordPress é a pedida ideal. E a versão 5 melhorou muito.

Neste artigo iremos abordar a instalação do WordPress 5 em um Linux CentOS fresquinho (sem nada instalado).

Como servidor web, iremos instalar o NGINX, que é um excelente servidor web, bem mais leve que o Apache, ideal para máquinas virtuais.

Também iremos instalar o PHP 7, que é sem dúvida a melhor opção para o WordPress, uma vez que é capaz de rodar 5x mais rápido que seu predecessor, o PHP 5.

Como banco de dados, iremos instalar o FORK Open Source do Mysql, que é o MARIA DB versão 10, que também é bem robusto e poderoso.

Update do CentOS

O primeiro passo é fazer o update do CentOS para ter certeza de que você está com as últimas atualizações e correções:

sudo yum update

Instalação do Servidor Web Nginx

Agora vamos instalar o Nginx, iniciar o serviço e em seguida habilita-lo para iniciar no boot do sistema:

sudo yum install nginx
sudo systemctl start nginx.service
sudo systemctl enable nginx.service

Se você quiser se aprofundar mais no Nginx, temos um curso de 3 horas voltado para deixar o Nginx tinindo!

Configurar o Nginx para o WordPress

Agora vamos configurar o Nginx para funcionar com o WordPress, criando o arquivo de configuração do site. Para isso vamos editar o arquivo com o vim. Você pode usar outro editor de preferir.

sudo vim /etc/nginx/conf.d/wordpress.conf

Agora cole o conteúdo abaixo no arquivo:


server {
    listen 80;
    listen [::]:80;
    root /var/www/html/wordpress;
    index  index.php index.html index.htm;
    server_name _ meusite.com.br www.meusite.com.br;

    client_max_body_size 100M;

    location / {
        try_files $uri $uri/ /index.php?$args;        
    }

    location ~ .php$ {
    include fastcgi.conf;
    fastcgi_pass             unix:/run/php-fpm/www.sock;
    fastcgi_param   SCRIPT_FILENAME $document_root$fastcgi_script_name;
    }
}

Não se esqueça de trocar o meusite.com.br e www.meusite.com.br. Se você quiser aprender mais sobre DNS, temos um curso de DNS Bind 9.

Agora edite o arquivo /etc/nginx.conf

sudo vi /etc/nginx/nginx.conf

E apague as linhas abaixo:

   server {

        listen       80 default_server;

        listen       [::]:80 default_server;

        server_name  _;

        root         /var/www/html/wordpress;

        # Load configuration files for the default server block.

        include /etc/nginx/default.d/*.conf;

        location / {

        }

        error_page 404 /404.html;

            location = /40x.html {

        }

        error_page 500 502 503 504 /50x.html;

            location = /50x.html {

        }

    }

sudo systemctl reload nginx

Instalar o MariaDB

Agora vamos instalar o MariaDB versão 10. Depois da instalação iremos iniciar o serviço e depois coloca-lo para iniciar no boot.

Se você quiser deixar o seu banco padrão MySQL super azeitado, veja nosso curso tunning de Mysql.

sudo yum install mariadb-server mariadb-client
sudo systemctl start mariadb.service
sudo systemctl enable mariadb.service

Agora, indicamos você rodar o script de segurança do MySQL. Basicamente você irá definir uma senha de root, desabilitar o acesso anônimo e remover o banco de dados de teste.

sudo mysql_secure_installation

Criar a base de dados do WordPress e usuário de acesso

Agora vamos acessar o banco de dados com a senha de root que você definiu no passo anterior, criar a base de dados e também criar o usuário do wordpress.

sudo mysql -u root -p

Agora, dentro do shell do MySQL, entre com os seguintes comandos. Não se esqueça de trocar a senha:

O usuário será: wp_user e a senha você define.

CREATE DATABASE wordpress;
CREATE USER ‘wp_user’@’localhost’ IDENTIFIED BY ‘troque_a_senha‘;
GRANT ALL ON wordpress.* TO ‘wp_user’@’localhost’ ;
FLUSH PRIVILEGES;
EXIT;

Instalar o PHP 7

Em algumas distribuições o PHP 7 pode não estar disponível no repositório padrão. Para isso, vamos habilitar o repositório do PHP 7:

wget https://mirror.webtatic.com/yum/el6/latest.rpm

sudo yum install latest.rpm

Agora vamos instalar o PHP 7 no servidor. Logo depois vamos habilitar o serviço e também colocar para iniciar no boot do sistema.

sudo yum install php-fpm php-common php-mbstring php-xmlrpc php-soap php-gd php-xml php-intl php-mysqlnd php-cli php-ldap php-zip php-curl php-opcache
sudo systemctl start php-fpm
sudo systemctl enable php-fpm

Pode ser que você tenha que alterar o sufixo dos pacotes do PHP 7, dependendo do seu Redhat. Com o comando abaixo você pode ver quais os nomes de pacotes do php estão disponíveis:

sudo yum list php*

Se você usa uma instância CentOS da Amazon, pode usar o comando abaixo para instalar o php7:

sudo amazon-linux-extras install php7.3

sudo yum install php-fpm php-common php-mbstring php-xmlrpc php-soap php-gd php-xml php-intl php-mysqlnd php-cli php-ldap php-zip php-curl php-opcache

Finalmente, instalar o WordPress 5

Agora vamos baixar a última versão do WordPress 5.

cd /tmp && wget http://wordpress.org/latest.tar.gz

sudo mkdir -p /var/www/html
sudo tar -xvzf latest.tar.gz -C /var/www/html
sudo chown apache: /var/www/html/wordpress/ -R
sudo service nginx reload

Configurar o WordPress pela primeira vez

Agora que o WordPress está instalado, é hora de configurar o acesso. Para isso, você deve acessar o servidor através do seu navegador preferido.

Coloque o endereço do seu servidor ou o IP dele. Se tudo deu certo você verá uma tela assim:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.54.13 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

Escolha Português do Brasil e clique adiante para configurar a base de dados. Troque o usuário para wp_user e coloque a senha que você escolheu ao criar o usuário wp_user.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.01 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

Feito isso, o próximo passo é configurar o Nome do Seu Site e seu usuário para entrar no wordpress.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.46 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

Agora é horá de entrar no seu WordPress:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.24 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

Voialà. Seu WordPress 5 com MariaDB 10, Nginx e PHP 7 está pronto para uso:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.38 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no CentOS ou Redhat

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Instalar WordPress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

WordPress 5 foi lançado recentemente com algumas mudanças fundamentais, como o editor de Gutenberg, que é maravilhoso. Neste artigo vamos configurar o WordPress 5 com o NGINX, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9.

Se você quer ter um blog ou mesmo um site, o WordPress é a pedida ideal. E a versão 5 melhorou muito.

Neste artigo iremos abordar a instalação do WordPress 5 em um Linux Debian 9 fresquinho (sem nada instalado).

Como servidor web, iremos instalar o NGINX, que é um excelente servidor web, bem mais leve que o Apache, ideal para máquinas virtuais.

Também iremos instalar o PHP 7, que é sem dúvida a melhor opção para o WordPress, uma vez que é capaz de rodar 5x mais rápido que seu predecessor, o PHP 5.

Como banco de dados, iremos instalar o FORK Open Source do Mysql, que é o MARIA DB versão 10, que também é bem robusto e poderoso.

Update do Debian 9

O primeiro passo é fazer o update do Debian para ter certeza de que você está com as últimas atualizações e correções:

sudo apt update && sudo apt upgrade

Instalação do Servidor Web Nginx

Agora vamos instalar o Nginx, iniciar o serviço e em seguida habilita-lo para iniciar no boot do sistema:

sudo apt install nginx
sudo systemctl start nginx.service
sudo systemctl enable nginx.service

Se você quiser se aprofundar mais no Nginx, temos um curso de 3 horas voltado para deixar o Nginx tinindo!

Configurar o Nginx para o WordPress

Agora vamos configurar o Nginx para funcionar com o WordPress, criando o arquivo de configuração do site. Para isso vamos editar o arquivo com o vim. Você pode usar outro editor de preferir.

sudo vim /etc/nginx/sites-available/wordpress.conf

Agora cole o conteúdo abaixo no arquivo:


server {
    listen 80;
    listen [::]:80;
    root /var/www/html/wordpress;
    index  index.php index.html index.htm;
    server_name _ meusite.com.br www.meusite.com.br;

    client_max_body_size 100M;

    location / {
        try_files $uri $uri/ /index.php?$args;        
    }

    location ~ .php$ {
    include snippets/fastcgi-php.conf;
    fastcgi_pass             unix:/var/run/php/php7.2-fpm.sock;
    fastcgi_param   SCRIPT_FILENAME $document_root$fastcgi_script_name;
    }
}

Não se esqueça de trocar o meusite.com.br e www.meusite.com.br. Se você quiser aprender mais sobre DNS, temos um curso de DNS Bind 9.

Agora, vamos criar o link simbólico do arquivo de configuração, e também apagar a configuração de site padrão:

sudo ln -s /etc/nginx/sites-available/wordpress.conf /etc/nginx/sites-enabled/

sudo rm /etc/nginx/sites-available/default

sudo systemctl reload nginx

Instalar o MariaDB

Agora vamos instalar o MariaDB versão 10. Depois da instalação iremos iniciar o serviço e depois coloca-lo para iniciar no boot.

Se você quiser deixar o seu banco padrão MySQL super azeitado, veja nosso curso tunning de Mysql.

sudo apt install mariadb-server mariadb-client
sudo systemctl start mariadb.service
sudo systemctl enable mariadb.service

Agora, indicamos você rodar o script de segurança do MySQL. Basicamente você irá definir uma senha de root, desabilitar o acesso anônimo e remover o banco de dados de teste.

sudo mysql_secure_installation

Criar a base de dados do WordPress e usuário de acesso

Agora vamos acessar o banco de dados com a senha de root que você definiu no passo anterior, criar a base de dados e também criar o usuário do wordpress.

sudo mysql -u root -p

Agora, dentro do shell do MySQL, entre com os seguintes comandos. Não se esqueça de trocar a senha:

O usuário será: wp_user e a senha você define.

CREATE DATABASE wordpress;
CREATE USER ‘wp_user’@’localhost’ IDENTIFIED BY ‘troque_a_senha‘;
GRANT ALL ON wordpress.* TO ‘wp_user’@’localhost’ ;
FLUSH PRIVILEGES;
EXIT;

Instalar o PHP 7

Agora vamos instalar o PHP 7 no servidor. Logo depois vamos habilitar o serviço e também colocar para iniciar no boot do sistema.

sudo apt install php-fpm php-common php-mbstring php-xmlrpc php-soap php-gd php-xml php-intl php-mysql php-cli php-ldap php-zip php-curl
sudo systemctl start php7.2-fpm
sudo systemctl enable php7.2-fpm

Finalmente, instalar o WordPress 5

Agora vamos baixar a última versão do WordPress 5.

cd /tmp && wget http://wordpress.org/latest.tar.gz
sudo tar -xvzf latest.tar.gz -C /var/www/html
sudo chown www-data: /var/www/html/wordpress/ -R
sudo service nginx reload

Configurar o WordPress pela primeira vez

Agora que o WordPress está instalado, é hora de configurar o acesso. Para isso, você deve acessar o servidor através do seu navegador preferido.

Coloque o endereço do seu servidor ou o IP dele. Se tudo deu certo você verá uma tela assim:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.54.13 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

Escolha Português do Brasil e clique adiante para configurar a base de dados. Troque o usuário para wp_user e coloque a senha que você escolheu ao criar o usuário wp_user.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.01 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

Feito isso, o próximo passo é configurar o Nome do Seu Site e seu usuário para entrar no wordpress.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.46 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

Agora é horá de entrar no seu WordPress:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.24 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

Voialà. Seu WordPress 5 com MariaDB 10, Nginx e PHP 7 está pronto para uso:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.38 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Debian 9

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Instalar WordPress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

WordPress 5 foi lançado recentemente com algumas mudanças fundamentais, como o editor de Gutenberg, que é maravilhoso. Neste artigo vamos configurar o WordPress 5 com o NGINX, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04.

Se você quer ter um blog ou mesmo um site, o WordPress é a pedida ideal. E a versão 5 melhorou muito.

Neste artigo iremos abordar a instalação do WordPress 5 em um Linux Ubuntu 18.04 fresquinho (sem nada instalado).

Como servidor web, iremos instalar o NGINX, que é um excelente servidor web, bem mais leve que o Apache, ideal para máquinas virtuais.

Também iremos instalar o PHP 7, que é sem dúvida a melhor opção para o WordPress, uma vez que é capaz de rodar 5x mais rápido que seu predecessor, o PHP 5.

Como banco de dados, iremos instalar o FORK Open Source do Mysql, que é o MARIA DB versão 10, que também é bem robusto e poderoso.

Update do Ubuntu

O primeiro passo é fazer o update do Ubuntu para ter certeza de que você está com as últimas atualizações e correções:

sudo apt update && sudo apt upgrade

Instalação do Servidor Web Nginx

Agora vamos instalar o Nginx, iniciar o serviço e em seguida habilita-lo para iniciar no boot do sistema:

sudo apt install nginx
sudo systemctl start nginx.service
sudo systemctl enable nginx.service

Se você quiser se aprofundar mais no Nginx, temos um curso de 3 horas voltado para deixar o Nginx tinindo!

Configurar o Nginx para o WordPress

Agora vamos configurar o Nginx para funcionar com o WordPress, criando o arquivo de configuração do site. Para isso vamos editar o arquivo com o vim. Você pode usar outro editor de preferir.

sudo vim /etc/nginx/sites-available/wordpress.conf

Agora cole o conteúdo abaixo no arquivo:


server {
    listen 80;
    listen [::]:80;
    root /var/www/html/wordpress;
    index  index.php index.html index.htm;
    server_name _ meusite.com.br www.meusite.com.br;

    client_max_body_size 100M;

    location / {
        try_files $uri $uri/ /index.php?$args;        
    }

    location ~ \.php$ {
    include snippets/fastcgi-php.conf;
    fastcgi_pass             unix:/var/run/php/php7.2-fpm.sock;
    fastcgi_param   SCRIPT_FILENAME $document_root$fastcgi_script_name;
    }
}

Não se esqueça de trocar o meusite.com.br e www.meusite.com.br. Se você quiser aprender mais sobre DNS, temos um curso de DNS Bind 9.

Agora, vamos criar o link simbólico do arquivo de configuração, e também apagar a configuração de site padrão:

sudo ln -s /etc/nginx/sites-available/wordpress.conf /etc/nginx/sites-enabled/

sudo rm /etc/nginx/sites-available/default

sudo systemctl reload nginx

Instalar o MariaDB

Agora vamos instalar o MariaDB versão 10. Depois da instalação iremos iniciar o serviço e depois coloca-lo para iniciar no boot.

Se você quiser deixar o seu banco padrão MySQL super azeitado, veja nosso curso tunning de Mysql.

sudo apt install mariadb-server mariadb-client
sudo systemctl start mariadb.service
sudo systemctl enable mariadb.service

Agora, indicamos você rodar o script de segurança do MySQL. Basicamente você irá definir uma senha de root, desabilitar o acesso anônimo e remover o banco de dados de teste.

sudo mysql_secure_installation

Criar a base de dados do WordPress e usuário de acesso

Agora vamos acessar o banco de dados com a senha de root que você definiu no passo anterior, criar a base de dados e também criar o usuário do wordpress.

sudo mysql -u root -p

Agora, dentro do shell do MySQL, entre com os seguintes comandos. Não se esqueça de trocar a senha:

O usuário será: wp_user e a senha você define.

CREATE DATABASE wordpress;
CREATE USER ‘wp_user’@’localhost’ IDENTIFIED BY ‘troque_a_senha‘;
GRANT ALL ON wordpress.* TO ‘wp_user’@’localhost’ ;
FLUSH PRIVILEGES;
EXIT;

Instalar o PHP 7

Agora vamos instalar o PHP 7 no servidor. Logo depois vamos habilitar o serviço e também colocar para iniciar no boot do sistema.

sudo apt install php-fpm php-common php-mbstring php-xmlrpc php-soap php-gd php-xml php-intl php-mysql php-cli php-ldap php-zip php-curl
sudo systemctl start php7.2-fpm
sudo systemctl enable php7.2-fpm

Finalmente, instalar o WordPress 5

Agora vamos baixar a última versão do WordPress 5.

cd /tmp && wget http://wordpress.org/latest.tar.gz
sudo tar -xvzf latest.tar.gz -C /var/www/html
sudo chown www-data: /var/www/html/wordpress/ -R
sudo service nginx reload

Configurar o WordPress pela primeira vez

Agora que o WordPress está instalado, é hora de configurar o acesso. Para isso, você deve acessar o servidor através do seu navegador preferido.

Coloque o endereço do seu servidor ou o IP dele. Se tudo deu certo você verá uma tela assim:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.54.13 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

Escolha Português do Brasil e clique adiante para configurar a base de dados. Troque o usuário para wp_user e coloque a senha que você escolheu ao criar o usuário wp_user.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.01 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

Feito isso, o próximo passo é configurar o Nome do Seu Site e seu usuário para entrar no wordpress.

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.55.46 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

Agora é horá de entrar no seu WordPress:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.24 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

Voialà. Seu WordPress 5 com MariaDB 10, Nginx e PHP 7 está pronto para uso:

Captura-de-Tela-2019-03-08-às-10.56.38 Instalar Wordpress 5, Nginx, MariaDB 10 e PHP 7 no Ubuntu 18.04

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

LAMP em 2 Minutos

Linux + Nginx + Mysql + PHP + PhpMyAdmin em 2 minutos

Crie um servidor Linux com servidor web Nginx, base de dados Mysql e PHP em menos de 2 minutos.

Comandos utilizados

curl -fsSL https://get.docker.com/ | sh

sudo systemctl enable docker.service

sudo systemctl start docker

curl -L “https://github.com/docker/compose/releases/download/1.9.0/docker-compose-$(uname -s)-$(uname -m)” -o /usr/local/bin/docker-compose

chmod +x /usr/local/bin/docker-compose

mkdir LEMP

cd LEMP

mkdir logs

touch logs/nginx-access.log

touch logs/nginx-error.log

mkdir mysql

mkdir nginx

mkdir html

docker-compose up -d

Arquivo docker-compose.yml

nginx:

    image: tutum/nginx

    ports:

        – “80:80”

    links:

        – phpfpm

        – mysql

    volumes:

        – ./nginx/default:/etc/nginx/sites-available/default

        – ./nginx/default:/etc/nginx/sites-enabled/default

        – /Users/uiraribeiro/Documents/learnlinux/public_html:/usr/share/nginx/html

phpfpm:

    image: php:fpm

    ports:

        – “9001:9000”

    volumes:

        – /Users/uiraribeiro/Documents/learnlinux/public_html:/usr/share/nginx/html

    links:

        – mysql

mysql:

  image: mariadb

  environment:

    MYSQL_ROOT_PASSWORD: admin

  volumes:

        – ./mysql:/var/lib/mysql

phpmyadmin:

  image: phpmyadmin/phpmyadmin

  restart: always

  links:

    – mysql

  ports:

    – 8181:80

  environment:

    MYSQL_USERNAME: admin

    MYSQL_ROOT_PASSWORD: admin

    PMA_ARBITRARY: 1

Arquivo nginx/default

server {

    listen  80;

    root /usr/share/nginx/html;

    index index.php index.html index.html;

    server_name 127.0.0.1;  # TROQUE O SEU IP AQUI

    location / {

        try_files $uri $uri/ /index.php$is_args$args;

    }

    location ~ \.php$ {

        fastcgi_split_path_info ^(.+\.php)(/.+)$;

        fastcgi_pass phpfpm:9000;

        fastcgi_index index.php;

        fastcgi_param SCRIPT_FILENAME $document_root$fastcgi_script_name;

        include fastcgi_params;

    }

}

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Conheça o Docker

Entregue software de forma agil e transparente de forma ridiculamente fácil

  • Como entregar software sem dor ?
  • Como garantir que o software que roda em desenvolvimento vai rodar em produção?
  • Como criar um ambiente em desenvolvimento que tenha a infraestrutura de produção sem ”duplicar” a estrutura e os custos?
  • Como garantir que as várias camadas e peças de software funcionem bem?
  • Como garantir que sistemas complexos de web, notificações, cachê, loadbalance, banco de dados relacional, NoSQL, Redis, Memcache, Python, Php, Java e Rubi trabalhem juntos de forma simples?
  • Como acabar com a velha máxima de ‘mas aqui rodou sem problemas’?

Se você alguma vez esbarrou nestas perguntas, você precisa assistir este vídeo!

Esta apresentação tambémé está disponível no Slideshare

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Open chat