fbpx

Saudações,

Se você está lendo estas palavras, é porque você, provavelmente, tomou várias decisões. 

Em primeiro lugar, você, provavelmente, conhece algo sobre o movimento de Software Livre no Brasil, e sua importância para a economia de seu país. Você, provavelmente, já percebeu que existe uma disponibilidade de código fonte de projetos como GNU e o Linux Kernel, através dos quais você pode adequar o sistema operacional para melhor se enquadrar às suas necessidades ou as necessidades de seu empregador. 

Em segundo lugar, você pode estar usado Linux em seu PC em casa, ou talvez você é um administrador de um sistema como Solaris, AIX, HP/UX, ou algum outro sistema de propriedade Unix e logo, você começou a usar Linux no trabalho. Ou ainda, você se sente pronto para trabalhar em uma empresa que trabalha como sistema Linux em tempo integral.

Em terceiro lugar, você pode ter olhado em um jornal e percebeu que alguns anúncios de emprego já estão exigindo que o candidato tenha “Certificação de LPI”, e você deseja saber o motivo de tal requisito. Afinal de contas, você já sabe como manter um sistema de Linux! 

Quando eu comecei em informática, trinta e cinco anos atrás, as coisas eram muito, mas muito mais simples do que elas são hoje. Um programador só precisava saber como perfurar cartões e como escrever na linguagem FORTRAN (ou COBOL). Não havia Internet ou vírus, somente interfaces gráficas pobres, e a memória principal era medida em kilobytes, nada de megabytes ou gigabytes. Na realidade, nem se quer existia algum título oficial para o cargo que temos hoje de “administrador de sistemas”, uma vez que cada sistema era executado por “operadores” que se preocupavam com uma máquina específica, e não com a interatividade de várias máquinas que trabalham em conjunto.  

Hoje, nós temos que nos preocupar com segurança, tráfico de rede e tabelas de rotas, subnets, e demais assuntos de rede. Temos que controlar migração de dados e de programas de um sistema para o outro, e a interoperabilidade de várias redes e protocolos. Nós temos que ser capazes de planejar o crescimento, além de resolver problemas. E a partir dessas necessidades que originaram as tarefas e o título de “Administrador de Sistemas.”

Em reconhecimento do crescimento fenomenal do sistema operacional GNU/Linux, o Linux Professional Institute, uma organização sem fins lucrativos sediada no Canadá, estipulou uma série de qualificações que um administrador de sistemas Linux deve possuir. Eles também criaram testes com o intuito de verificar se essas atribuições são dominadas pelo administrador em questão.

Assim, se o administrador dominar uma média pré-definida desses requisitos, então ele, provavelmente, possui o conhecimento necessário para administrar sistemas de GNU/Linux. Mantendo o espírito de Software Livre, o instituto publicou os objetivos dos testes em seu site, de modo que diferentes métodos de estudo podem ser desenvolvidos.

Este curso é um exemplo de um método de treinamento para lhe ajudar a alcançar este nível de conhecimento. 

O conhecimento de sistemas de GNU/Linux por si só não desenvolve um mestre em administração de sistemas, mas para o gerente que está contratando, ter alguém que passou no teste LPI, lhe dá a segurança que o mesmo está contratando um administrador com um desempenho adicional e medido através da certificação. 

Claro que o contratante também pode conferir o potencial do candidato com seus ex-empregadores ou professores. E porque também não verificar as realizações prévias do empregado como listado em seu currículo? Mas o fato do candidato ter sido aprovado nos exames de LPI assegura para o empregador que o candidato em questão, com certeza, se trata de um BOM administrador de sistemas GNU/Linux. 

Para aqueles que desejam estudar e desenvolver uma carreira em Administração de Sistemas, por favor, sinta se seguro ao utilizar os objetivos listados para cada um dos exames LPI e os veja como um bom guia de estudo com as informações que você deve saber. Pois eles foram desenvolvidos para administradores de sistemas e por administradores de sistemas. Assim, mesmo que você não tenha a intenção de fazer os exames de LPI formalmente, saiba que este material lhe tornará um melhor administrador de sistemas. 

Finalmente, dê as boas-vindas a este livro, pois se trata de um guia relativamente barato para estudar e alcançar a sua meta de se tornar um administrador de sistemas GNU/Linux certificado. 

Não será o fim de sua aprendizagem, mas um BOM começo. 

Jon “maddog” Hall
Diretor executivo
Linux International

Jon Hall trabalha na indústria da computação desde 1969, utiliza o sistema Unix desde 1977, e o Linux desde 1994.

Ele já foi engenheiro de software, administrador de sistemas, gerente de produtos, gerente de marketing e educador profissional.

Jon é o diretor executivo do Linux International desde 1995, como voluntário nos primeiros quatro anos. Ele já foi empregado de empresas como a VA Linux Systems, Compaq Computer Corporation no grupo Digital UNIX Marketing e também no Bell Laboratories, dentre outras empresas.

Antes disto, ele era o chefe do departamento de ciência da computação na Hartford State Technical College, onde seus alunos carinhosamente o apelidarem de “maddog”. Jon tem mestrado em ciência da computação pela RPI em 1977 e bacharelado em comércio e engenharia pela Drexel University em 1973.

Jon “Maddog” Hall, é uma das personalidades de maior reconhecimento internacional no movimento Linux. Seu trabalho como embaixador do Linux, envolve correr o mundo em reuniões com grandes corporações, instituições e comitês, para consolidar padrões abertos para a indústria, representando os interesses de grandes projetos dessa plataforma.

Ele também é autor dos livros:

– Red Hat Linux 9 for Dummies
– Red Hat Linux 8 for Dummies
– Red Hat Linux 7.3 for Dummies
– Linux for Dummies, Second Edition
– Linux in a Box for Dummies
– Red Hat Linux Fedora for Dummies
– Red Hat Fedora Linux 2 For Dummies
– Red Hat Linux Fedora Desktop Kit for Dummies
– Beowulf Cluster Computing With Linux (Scientific and Engineering Computation)

Quer ir além? Inscreva-se para ter acesso a todos os cursos, incluindo LPIC-1 e LPIC 2

Aqui você tem tudo para você ter sucesso nas provas de LPI e CompTIA

Quer saber se uma certificação vale a pena ? Saiba porque os salários são bons, e porque as empresas estão procurando profissionais de Linux.

Você vai ententer que os benefícios superam de longe o sacrifício.

E se você já se decidiu, veja nosso Guia de Certificação.

E se quer saber onde fazer as provas, consulte a lista de cidade.

Se quiser saber o idioma das provas, veja esse post.

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Por que estudar Linux?
Classificado como:                            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.