Comando source no Linux (biblioteca de funções no shell) [Guia Básico]

O comando source é utilizado para ler um arquivo de biblioteca com várias funções para o shell em um arquivo de script ou o prompt de comandos. Ele procura por arquivos de biblioteca localizados nos diretórios da variável PATH ou de um arquivo específico.

Exemplos:

$ source funcoes.sh
$ source /caminho/ate/diretório/funcoes.sh arg1 arg2

No exemplo abaixo, vamos criar um arquivo chamado minhabiblioteca.sh com o seguinte conteúdo:

#!/bin/bash
eh_o_root(){
   [ $(id -u) -eq 0 ] && return $TRUE || return $FALSE
}

Este arquivo contém uma função chamada “eh_o_root” que retorna verdadeiro se o uid do usuário logado for igual a zero (root) ou falso quando retorna outro valor.

Agora vamos criar um script chamado meuscript.sh que utilizará o minhabiblioteca.sh como fonte de funções:

#!/bin/bash
# Vamos ler o minhabiblioteca.sh com o comando source
source minhabiblioteca.sh
eh_o_root && echo “Você é o Root.” || echo “Você é um usuário comum.”

Agora vamos alterar a permissão do meuscript.sh para executável:

$ chmod +x meuscript.sh

Ao executar o meuscript.sh:

$ ./meuscript.sh
Você é um usuário comum.

O comando source é muito útil para ler uma biblioteca de funções ou variáveis que podem ser utilizadas por diversos scripts de shell.

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode efetuar a matrícula aqui. Se você já tem uma conta, ou quer criar uma, basta entrar ou criar seu usuário aqui.

Gostou? Compartilhe