Debian vs Ubuntu: comparamos tudo o que é importante para você

O sistema operacional Linux conta com muitas distribuições diferentes. Escolher entre uma delas é uma tarefa complicada.

Para saber qual é a melhor distribuição Linux para você, é necessário analisar quais são as suas necessidades. Afinal, cada uma tem funções únicas.

Neste artigo em questão vamos abordar duas distribuições muito conhecidas e fortes: Debian e Ubuntu.

Além de conhecer as especificidades de cada uma, será possível entender qual é a melhor entre as duas.

Boa leitura!

Debian vs Ubuntu: entenda como surgiu cada um 

O Debian é um projeto grande do mundo Linux, se tornando um dos maiores do sistema operacional.

Além de possuir muitos desenvolvedores, ele conta com uma comunidade que possui uma alta quantidade de documentação disponível para ajudar diversos usuários.

Mas afinal, você conhece a origem do Debian.

O Debian foi criado por Ian Murdock, a partir de 1993. Enquanto estudava na Purdue University, ele escreveu sobre a distribuição e conseguiu a contribuição de muitos programadores.

O termo IAN era derivado de seu nome, enquanto DEB veio de sua namorada, Deborah. Em 1996, Bruce Perens assumiu o projeto.

Contudo, em 1998, Bruce se aposentou e passou o projeto para outro líder. 

Por sua vez, o Ubuntu foi desenvolvido pela Canonical, inspirado pelo próprio Debian.

Canonical é uma companhia britânica criada pelo sul-africano Mark Shuttleworth. O sistema Ubuntu foi construído com base na Apple. 

Ou seja, o objetivo no desenvolvimento do Ubuntu foi criar uma distribuição Linux fácil de usar, com boa aparência e com um design que se destacaria de outras distribuições.

A primeira versão do Ubuntu foi lançada em 2004.

Debian e Ubuntu, um é baseado no outro: entenda as versões linux

debian-vs-ubuntu-qual-o-melhor Debian vs Ubuntu: comparamos tudo o que é importante para você

O Ubuntu é uma distribuição Linux totalmente inspirada no Debian.

Isso é visto claramente em pacotes disponíveis para baixar e instalar, que são derivados dos repositórios do Debian.

No entanto, é indiscutível que o Ubuntu se diferencia em termos de usabilidade, acessibilidade e design.

O Ubuntu agrada mais visualmente, além de ser mais simples de executar muitas funcionalidades.

Qual a diferença entre Ubuntu e Debian?

Mas então quais são as principais diferenças entre Ubuntu vs Debian. Nós te explicamos abaixo:

Debian vs Ubuntu em termos de estabilidade

O Debian tem o seu modelo de camas baseado na estabilidade. Já o Ubuntu conta com versões regulares e Long-Term Support (LTS).

As versões do Debian estáveis duram um ano após o lançamento de uma nova versão.

Ainda, de qualquer forma, o Debian é mais imprevisível, pois não é possível saber quando atualizar, já que a atualização só é disponibilizada quando a próxima versão estável é finalizada.

O Ubuntu tem um modelo tradicional. Os desenvolvedores da distribuição costumam lançar a versão LTS a cada dois anos.

Em cada versão do Ubuntu é possível obter 5 anos de suporte, sem precisar se preocupar com os novos lançamentos dentro desse período.

Nesse sentido, é necessário entender qual sistema de atualizações se adequa ao seu perfil. 

Debian vs Ubuntu em termos de flexibilidade

O Ubuntu possui um desktop padrão, já o Debian não. 

No Debian há mais abertura ao usuário do que fazer no sistema operacional. De qualquer forma, as instruções sobre o uso são escassas.

O usuário tem liberdade de escolher como usar, mas precisa entender como fazer isso, bem como as opções de uso existentes.

No Ubuntu é mais difícil migrar de um desktop para outro. Existem situações em que a troca pode funcionar e outras onde será necessário implementar alguns consertos.

As pessoas que preferem desktops padronizados que funcionam devem preferir o Ubuntu, enquanto aqueles que optam por mais liberdade de configuração vão escolher o Debian.

Debian vs Ubuntu em termos de atualizações

O Debian nem sempre vem com as versões mais atualizadas de software. 

Por isso, caso você prefira utilizar o Debian Stable, significa que vai ter que lidar com desatualizações que terão que ser corrigidas por você mesmo.

O Ubuntu LTS é disponibilizado, na maioria das vezes, com versões de softwares mais recentes.

Vale ressaltar que é possível instalar alguns softwares diretamente do repositório.

Para quem prefere praticidade, no Ubuntu encontrará o software com as últimas funcionalidades lançadas e, por isso, pode ser a melhor opção.

Algumas pessoas podem não se preocupar em fazer atualizações manualmente, portanto, a escolha de melhor distribuição é baseada em outros fatores.

Debian vs Ubuntu em termos de plataformas suportadas

O Ubuntu é mais limitado em termos de plataformas suportadas. Ele está disponível em plataformas x86 e ARM de 64 bits. Não existe a versão de 32 bits.

Já o Debian suporta tanto 32 bits, quanto 64 bits. Ainda, o Debian também suporta:

  • ARM EABI (armel);
  • 64-bit ARM (arm64);
  • little-endian MIPS (mipsel);
  • 64-bit little-endian MIPS (mips64el);
  • ARMv7 (EABI hard-float ABI, armhf);
  • IBM System z (s390x);
  • 64-bit little-endian PowerPC (ppc64el).

Nesse quesito, ponto para o Debian.

Debian vs Ubuntu em termos de instalação

debian-vs-ubuntu-plataformas-suportadas Debian vs Ubuntu: comparamos tudo o que é importante para você

A instalação do Ubuntu é mais simples do que a do Debian. Alguns usuários, principalmente iniciantes, podem ter dificuldades para instalar o Debian.

Ao fazer o download do Debian, uma ISO mínima é fornecida. Tal ISO não possui firmware não livre, também conhecido como não open source.

Dessa maneira, você pode instalar a distribuição e notas que alguns drivers ou hardwares não são reconhecidos.

A maneira de resolver isso é tendo um bom conhecimento. Existe um ISO não livre que tem um firmware oculto. 

O Ubuntu já inclui drivers e firmware em perfeito funcionamento na ISO padrão oferecida.

Debian vs Ubuntu em termos de comunidade

Pensando em comunidade, pode-se afirmar que o Debian é verdadeiramente um projeto construído por desenvolvedores.

Por esse motivo, todas as funções da distribuição são determinadas pela comunidade.

De outro lado temos o Ubuntu, que é apoiado pela empresa Canonical. Mesmo tendo uma comunidade, a empresa ainda é quem dá aval para todas as criações.

Para suporte, existem fóruns que atendem ambas as distribuições Linux, com destaque para o Ubuntu que tem um serviço de suporte pago oferecido pela Canonical.

Você deseja se aprofundar em Linux e assim se destacar profissionalmente? 

A Certificação Linux oferece cursos em Linux com estrutura totalmente didática e aplicável. Alavanque a sua carreira. Saiba mais!

Conclusão

No final das contas, mesmo com uma distribuição se destacando no embate Debian vs Ubuntu, a melhor será aquela que atende as necessidades do usuário.

O Debian é clássico e pioneiro. O Ubuntu é inovador e prático.

Esperamos que, ao apresentar as diferenças dentro desses tópicos, você possa entender qual opção faz mais sentido para o seu trabalho.
Gostou do conteúdo? Nós recomendamos a leitura complementar do seguinte artigo: “Comandos Linux: guia completo para gerenciar processos”.