fbpx

Fazer backup do MBR é essencial em casos que uma recuperação de disco é necessária. Saiba como fazer isso com o comando dd

O MBR é o primeiro setor do disco, na trilha 0. Ocupa um setor no cilindro 0, lado 0 e setor 1. Seu tamanho é de 512 bytes. Nos últimos 64 bytes do MBR, é onde está armazenada a Tabela de Partições.

Esses 64 bytes são divididos em quatro grupos de 16 bytes. Cada grupo corresponde a uma partição.

Em cada grupo de 16 bytes, estão armazenadas as informações sobre as partições do disco, informando se é inicializável, se são primárias ou estendidas e qual sistema de arquivos elas utilizam (EXT2, EXT3, Reiser, FAT, NTFS, etc).

Além da tabela de partições, o MBR inicia o setor de boot da primeira partição primária ativa do disco.

No setor de boot dessa partição são armazenadas as informações necessárias para ler os arquivos de inicialização do sistema operacional.

Desta maneira, a MBR contém informações muito importantes para o funcionamento do sistema. Ter uma cópia desta informação é muito importante, mas quase ninguém se lembra disto.

Antes de fazer o backup do MBR, vamos conhecer o comando dd.

Comando dd

O comando dd copia um arquivo, discos e partições para um arquivo, disco e dispositivos de bloco.

Sua sintaxe básica é:

# dd [opções]

Para copiar um disquete para uma imagem em arquivo:

# dd if=/dev/fd0 of=/root/disco1.bin

Para gravar uma imagem em um disquete:

# dd if=/root/disco1.bin of=/dev/fd0

Este comando também pode ser usado para fazer um clone de um HD para outro.

Suponhamos dois HDs, um instalado como primary master (/dev/hda) e o outro como primary slave (/dev/hdb):

# dd if=/dev/hda of=/dev/hdb

Como a cópia é feita bit a bit, não importa qual é sistema operacional, nem o sistema de arquivos usado no HD de origem. A cópia é completa, incluindo a tabela de partição do HD e o setor de boot.

Fazendo Backup do Master Boot Record

Para fazer o backup do MBR, basta copiar para um arquivo os primeiros 512 bytes do disco:

# dd if=/dev/sda of=mbr.backup bs=512 count=1

Para restaurar:

# dd if=mbr-backup of=/dev/hda bs=512 count=1

Como a tabela de partições ocupa os últimos 66 bytes da MBR, podemos preservar esta informação, variando a sintaxe do comando dd:

# dd if=mbr-backup of=/dev/sda bs=446 count=1

Quer saber se uma certificação vale a pena ? Saiba porque os salários são bons, e porque as empresas estão procurando profissionais de Linux.

Você vai ententer que os benefícios superam de longe o sacrifício.

E se você já se decidiu, veja nosso Guia de Certificação.

E se quer saber onde fazer as provas, consulte a lista de cidade.

Se quiser saber o idioma das provas, veja esse post.

Aprenda muito mais sobre Linux em nosso curso online. Você pode fazer a matrícula aqui com trial de 7 dias grátis. Se você já tem uma conta, pode acessar aqui.

Gostou? Compartilhe 🙂

Backup do MBR com o comando dd
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.