fbpx
Whatsapp (31) 3069-8315
atendimento@certificacaolinux.com.br
Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Veja quais são as áreas afins de tecnologia da informação que mais empregam no país.

Industrias_no_Brasil_que_empregam_Analistas_de_Tecnologia_da_Informacao_2017 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Se você trabalha com desenvolvimento de software, é uma área que empregam:

  • 12,1% com desenvolvimento de software sob encomenda. Isso são as software houses.
  • 5% com software não customizados. Aqui podemos ter os softwares de caixinha e softwares comerciais (caixa, restaurante, comércio, etc)
  • 4,5% com softwares customizados (os ERPs – SAP, Datasul, Microsiga, etc)

Se você trabalha com Suporte e Consultoria, é uma área que abarca:

  • 10% com consultoria
  • 6,8% com suporte

Crescimento da indústria de T.I.

Industrias_no_Brasil_que_empregam_Analistas_de_Tecnologia_da_Informacao_2003-2017 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Também se vê quais áreas estão em ascensão.

Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.18.05 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Dentro de informação e comunicação temos os serviços de TI, com grande crescimento.

Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.18.19 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

E dentro de serviços, temos consultoria em TI, suporte e desenvolvimento de software sob enconmenda em alta.

Municípios que mais empregam

Municipios_no_Brasil_que_empregam_Analistas_de_Tecnologia_da_Informacao_2017 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Acima você pode ver quais os municípios que mais empregam.

Média salarial das Maiores Áreas de TI e número de vagas

Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.15.30 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil
Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.15.41 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil
Observe a média salarial
Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.15.48 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil
Captura-de-Tela-2019-04-23-às-12.16.15 Onde estão e quais são os empregos de T.I. no Brasil

Logo, conclui-se que:

  • Desenvolvimento de Software está em alta
  • DevOps está em alta
  • Consultoria está em alta
  • Suporte de T.I. também.
  • Uma certificação de peso ajuda muito em qualquer uma destas áreas
A Mente por trás do Linux

Conheça a mente do criador do Linux nesta brilhante palestra do TED.

Linus Torvalds transformou a tecnologia duas vezes – primeiro com o kernel do Linux, que ajuda a alimentar a Internet, e novamente com o Git, o sistema de gerenciamento de código fonte usado por desenvolvedores em todo o mundo.

Em uma rara entrevista com o curador do TED, Chris Anderson, Torvalds discute com notável abertura os traços de personalidade que impulsionaram sua filosofia única de trabalho, engenharia e vida.

“Eu não sou um visionário, sou engenheiro”.

Torvalds

“Eu estou perfeitamente feliz com todas as pessoas que estão andando e apenas olhando para as nuvens … mas eu estou olhando para o chão, e eu quero consertar o buraco que está bem na minha frente antes de eu cair dentro “

Torvalds
Linus Torvalds responde porque o Linux não é popular no Desktop

Para seu fundador, a resposta está na comodidade oferecidas pelas fabricantes, que garantem a pré-instalação do concorrente Windows em suas máquinas

O Linux é o líder absoluto em supercomputação, sendo muito mais usado que o Windows em servidores. E, em 2017, o Android – também baseado no pinguim – se tornou o sistema operacional mais utilizado no mundo, superando a plataforma da Microsoft pela primeira vez na história.

E esse triunfo do robozinho verde também é um triunfo do Linux.

Lançado Linux Brasileiro baseado no Ubuntu com KDE

Lançado Linux Brasileiro baseado no Ubuntu com KDE e codecs.

linuxfx-8-0-distro-linux-brasileira Lançado Linux Brasileiro baseado no Ubuntu com KDE

O Linuxfx é uma distribuição Linux brasileira e é baseada no Ubuntu. A distro usa KDE como ambiente padrão e conta com algumas modificações visuais, também conta com vários codecs aumentando a compatibilidade com vários formatos de multimídia e sem a necessidade de muita mão de obra no pós instalação, ou seja, instalou e já vai estar pronto para usar.

O que há de novo no Linuxfx LTS 9.4 ?

Como dito antes do Linuxfx LTS 9.4 tem como base o Ubuntu, que conta com as atualizações mais recentes. O projeto garante a compatibilidade entre aplicações desenvolvidas para o Debian ou Ubuntu, o que gera uma maior flexibilidade no momento de instalar versões mais estáveis na distribuição.

O foco do Linuxfx LTS 9.4 é que tudo seja atualizado sem necessidade de conhecimento técnico, o que facilita muito a vida de quem está saindo do Windows e migrando para o Linux. E não é só isso, o projeto Linuxfx conta com ferramentas incríveis e que não estão presentes em outras distribuições, em especial para integradores OEM, o ctOS Sentinela plataforma de controle de acesso por biometria, leitura de placas veiculares e portaria virtual já está embarcado.

Quer saber mais? Acesse:

http://www.linuxfx.org/index.php/sistemas-operacionais/linuxfx-ghost-9

Texto adaptado de: Emanuel Negromonte (link original acima)

O que as distribuições Linux tem em comum?

Hoje são mais de 300 distribuições Linux ativas. Qual a melhor para você? Bem, a resposta é depende. Prá que você quer seu Linux mesmo?

Atualmente, um Sistema Operacional Linux ou GNU/Linux completo é uma coleção de software livre (e por vezes não-livre) criado por indivíduos, grupos e organizações de todo o mundo, incluindo o núcleo Linux.

Companhias como a Red Hat, a SuSE, e a Canonical (desenvolvedora do Ubuntu Linux), bem como projetos de comunidades como o Debian ou o Gentoo, compilam o software e fornecem um sistema completo, pronto para instalação e uso. Patrick Volkerding também fornece uma distribuição Linux, o Slackware.

As distribuições do Linux ou GNU/Linux começaram a receber uma popularidade limitada desde a segunda metade dos anos 90, como uma alternativa livre para os sistemas operacionais Microsoft Windows e Mac OS, principalmente por parte de pessoas acostumadas ao Unix na escola e no trabalho.

O sistema tornou-se popular no mercado de Desktops e servidores, principalmente para a Web e servidores de bancos de dados.

Todas elas tem o seu público e sua finalidade, desde para recuperação de sistemas danificados ou em monitoramento de redes de computadores.

Cada distribuição é, em síntese, um sistema operacional independente, de modo que os programas compilados para uma distribuição podem não rodar em outra, embora usem o mesmo núcleo (o Linux propriamente dito).

As principais diferenças entre as distribuições estão nos seus sistemas de pacotes, nas estruturas dos diretórios e na sua biblioteca básica. Por mais que a estrutura dos diretórios siga o mesmo padrão, o FSSTND é um padrão muito relaxado, principalmente em arquivos onde as configurações são diferentes entre as distribuições.

Então normalmente todos seguem o padrão FHS (File Hierarchy System), que é o padrão mais novo. Vale lembrar, entretanto, que qualquer aplicativo ou driver desenvolvido para Linux pode ser compilado em qualquer distribuição que vai funcionar da mesma maneira.

Quanto à biblioteca, é usada a biblioteca libc, contendo funções básicas para o sistema Operacional Linux. O problema é que, quando do lançamento de uma nova versão da Biblioteca libc, algumas distribuições colocam logo a nova versão, enquanto outras aguardam um pouco. Por isso, alguns programas funcionam numa distribuição e noutras não.

Existe um movimento LSB (Linux Standard Base) que proporciona uma maior padronização. Auxilia principalmente vendedores de software que não liberam para distribuição do código fonte, sem tirar características das distribuições. O sistemas de pacotes não é padronizado.

Arch LinuxDebianFedoraManjaro LinuxSolusOSSabayon,  MintopenSusePCLinuxOSPuppySlackware e Ubuntu são algumas das distribuições mais utilizadas agora, listadas aqui por ordem alfabética.

Interface com o Usuário

Uma característica que acaba resultando na diferenciação de uma Distribuição Linux é a Interface Gráfica. Algumas distribuições utilizam a interface KDE, outras utilizam interface GNOME, outras utilizam a interface XFCE, e ainda existem várias outras interfaces que podem ser utilizadas.

Por que o Linux é gratuito?

Para responder essa pergunta é preciso entender a história da criação deste sistema operacional.

historia-do-linux Por que o Linux é gratuito?

Primeiro, o UNIX

O sistema operacional Unix foi concebido e implementado em 1969 pela AT&T Bell Laboratories nos Estados Unidos por Ken Thompson, Dennis Ritchie, Douglas McIlroy, e Joe Ossanna.

Ken_Thompson_and_Dennis_Ritchie Por que o Linux é gratuito?
Ken Thompson e Dennis Ritchie

Lançado pela primeira vez em 1971, o Unix foi escrito inteiramente em linguagem assembly uma prática comum para a época.

Depois, esses caras viram que era inviável escrever algo tão completo em Assembly. Dai resolveram escrever uma linguagem de algo nível. Chamaram-na de Linguagem B, de Bell Labs.

Essa linguagem evoluiu e depois foi chamada de Linguagem C, simplesmente porque vinha depois de B.

Mais tarde, em 1973, o sistema foi reescrito na linguagem de programação C por Dennis Ritchie.

A disponibilidade de uma implementação do Unix feita em linguagem de alto nível fez a sua portabilidade para diferentes plataformas de computador se tornarem mais fácil. Na época, a maioria dos programas era escrita em cartões perfurados que tinham de ser inseridos em lotes em computadores mainframe.

Pdp-7-oslo-2004 Por que o Linux é gratuito?
DEC PDP-7 é um minicomputador produzido pela Digital Equipment Corporation

Devido a uma lei antitruste que a proibia de entrar no negócio de computadores, a AT&T foi obrigada a licenciar o código fonte do sistema operacional para quem quisesse.

Com o resultado, o Unix cresceu rapidamente e se tornou amplamente adotado por instituições acadêmicas e diversas empresas. Em 1984, a AT&T se desfez da Bell Labs; livres da obrigação legal exigindo o licenciamento do royalty, a Bell Labs começou a vender o Unix como um Software proprietário, chamado de Unix System V.

Ricard Stallman resolve escrever um sistema operacional

stallman_1983 Por que o Linux é gratuito?
Richard Stallman, founder of the GNU Project and the Free Software movement. Stallman is the philosophical godfather of the movement. Photo by J.T.S. Moore

O Projeto GNU, iniciado em 1983 por Richard Stallman, teve o objetivo de criar um “sistema de software completamente compatível com o Unix”, composto inteiramente de software livre. Ele chamou esse sistema de GNU – GNU is Not Unix – um acrônimo recursivo.

gnu_gpl Por que o Linux é gratuito?

Mais tarde, em 1985, Stallman começou a Free Software Foundation e escreveu a Licença Pública Geral GNU (GNU GPL) em 1989. No início da década de 1990, muitos dos programas necessários em um sistema operacional (como bibliotecas, compiladores, editores de texto, uma Unix shell, e um sistema de janelas) foram concluídos, embora os elementos de baixo nível, como drivers de dispositivo, daemons e as do kernel foram paralisadas e não completadas.

Minix, o Unix para ensinar sistemas operacionais

Em 1987, o professor Andrew S. Tanenbaum criou um sistema operacional compatível com UNIX portado para PCs.

andrew-s-tanembaum Por que o Linux é gratuito?
Prof. Andrew S. Tanenbaum

Seu objetivo era usar esse sistema criado em Linguagem C e Assembly para explicar os princípios dos seu livro-texto, “Operating Systems Design and Implementation” de (1987).

Um abreviado das 12.000 linhas de código do Kernel, gestor de memória e sistema de arquivo do MINIX 1.0 estão no livro. Prentice-Hall também libertou o código fonte MINIX em disquetes com um manual de referência. MINIX 1 possuia um sistema de chamada compatível com a Sétima edição do UNIX.

O Minix se popularizou no meio acadêmico da computação, pois a maioria dos estudantes queria rodar o Unix que utilizavam nas Universidades, mas devido ao preço do hardware e licenças de software, era algo proibitivo.

Linus Torvalds resolve fazer o seu próprio sistema compatível com Unix

linus-torvalds-first-email-message-linux-announcement Por que o Linux é gratuito?

Linus Torvalds, um estudante de computação da Universidade de Helsink, começou o desenvolvimento do núcleo de seu sistema compatível com Unix como um projeto particular, inspirado pelo seu interesse no Minix.

Ele limitou-se a criar, nas suas próprias palavras, “um Minix melhor que o Minix” (“a better Minix than Minix”). E depois de algum tempo de trabalho no projeto, sozinho, enviou a seguinte mensagem para na lista de discussão da usenet comp.os.minix:

linus-torvald-first-linux-email Por que o Linux é gratuito?
Famoso email de anúncio do Linux

Olá pra todos que usam o minix

Eu estou fazendo um sistema operacional (gratuito) (é só um hobby, não é grande e profissional como o GNU) para meu 386(486) AT. Tenho trabalhado nele desde abril, e agora está começando a ficar pronto. Gostaria de um feedback de coisas que as pessoas gostam/detestam no Minix, uma vez que meu sistema se assemelha a ele (mesmo layout físico do sistema de arquivos (devido a praticidade) e outras coisas).

Eu já portei o bash(1.08) e gcc(1.40), e as coisas parecem funcionar.

Isto implica que vou ter algo prático dentro de alguns meses, e eu gostaria de saber quais são as características que as pessoas mais querem. Qualquer sugestão será bem-vinda, mas eu não prometo que irei implementar 🙂

PS. Sim – não tem nenhum código do minux, e tem um sistema de arquivos multi-thread. Não é portável (usa o gerenciador de tarefas do 386 etc) e é provável que nunca irá funcionar com qualquer outro HD diferente do que eu tenho. 🙁

Tradução livre do e-mail

No dia 5 de outubro de 1991 Linus Torvalds anunciou a primeira versão “oficial” do núcleo Linux, versão 0.02.

Quase que o Linux não foi criado

Se o GNU tivesse sido lançado antes de 1991, Linus Torvalds provavelmente não teria criado o Linux e utilizado o 386BSD.

De qualquer forma, o pessoal do movimento do software livre deixou sua contribuição, pois no ano de 1992, impactado pelo movimento GNU e Free Software, Linus Torvalds mudou a licença do núcleo Linux, de uma licença própria para uma licença livre compatível com a GPL do projeto GNU.

Desde então, muitos programadores têm contribuído com o desenvolvimento, ajudando a fazer do Linux o núcleo de enorme sucesso colaborativo que é hoje.

Linux é um sucesso porque é colaborativo

No início era utilizado por programadores ou só por quem tinha conhecimentos e usava linhas de comando. Hoje isso mudou e existem diversos grupos que criam ambientes gráficos para as diversas distribuições GNU/Linux, que são cada vez mais amigáveis, de forma que, uma pessoa com poucos conhecimentos consegue usar o Linux, através de uma distribuição GNU/Linux, por exemplo.

Hoje o Linux é um núcleo estável e consegue reconhecer muitos periféricos sem a necessidade de que o usuário precise instalar drivers de som, vídeo, modem, rede, entre outros.

Curiosamente, o nome Linux foi criado por Ari Lemmke, administrador do site ftp.funet.fi que deu esse nome ao diretório FTP onde o núcleo Linux estava inicialmente disponível. Linus inicialmente tinha-o batizado como “Freax”.

Open chat